Apresentação

 

          A localização geográfica privilegiada da cidade do Rio Grande, às margens do canal que liga as águas do Oceano Atlântico ao estuário da Lagoa dos Patos, propiciou a implantação de um importante porto marítimo já no século XVIII, e mais tarde despertou a atenção para a importância de estudos relacionados com o ambiente marinho. O primeiro passo que levou ao desenvolvimento das Ciências Marinhas neste região, foi a criação da Sociedade de Estudos Oceanográficos do Rio Grande em 20 de março de 1953 por um grupo de entusiastas, entre os quais destaca-se o proeminente malacólogo Prof. Eliezer de Carvalho Rios. Em um prédio cedido pela Prefeitura Municipal, localizado no interior da praça principal da cidade, esta Sociedade instalou o Museu Oceanográfico, onde eram desenvolvidas pesquisas e foi implantada uma exposição para visitação, contribuindo para despertar na população local o interesse pelas ciências do mar. No ano de 1973, foi criado o Centro de Ciências do Mar na FURG, destacando-se a implantação da Base Oceanográfica Atlântica, em abril de 1978, que concentrou pesquisas em seus seis núcleos: Oceanografia Biológica, Oceanografia Geológica, Oceanografia Físico-Química, Avaliação Pesqueira e Tecnologia Alimentar do Pescado. No ano de 1977 os centros foram extintos por ocasião da Reforma Universitária e criados os departamentos, levando também à incorporação da Base Oceanográfica Atlântica ao Departamento de Oceanografia. Após trinta anos, no ano de 2008, os departamentos foram extintos e criados os Institutos. Nesta atual estrutura, o Instituto de Oceanografia (IO-FURG) congrega todos os pesquisadores e alunos de 4 programas de Pós-graduação e dois de graduação na área de Ciências Marinhas: além do Programa de Pós-graduação em Oceanografia Biológica (PPGOB), os programas de Pós-graduação em Gerenciamento Costeiro (PPGGC), Aquicultura (PPGAQUI) e Oceanografia Física, Química e Geológica (PPGOFQG).

          A FURG, percebendo o potencial de sua inserção geográfica e a capacidade integradora desta condição para as diversas áreas de conhecimento, instituiu como sua Filosofia e Política, aprovada pelo Conselho Universitário no ano de 1987 (Resolução 14/87), sua vocação natural para o estudo do Ecossistema Costeiro, buscando alcançar e aprimorar a compreensão das inter-relações entre os organismos que o constituem, incluindo-se aí o ser humano, e o meio ambiente. Desde então, a ação da FURG, voltada ao ambiente marinho e costeiro, passou a se fazer presente em todos os seus cursos de graduação e de pós-graduação.
 
 

Programa de Pós-graduação em Oceanografia Biológica

          Do ponto de vista acadêmico, o pioneirismo da FURG no estudo das Ciências Marinhas foi marcado pela implantação, no ano de 1970, do primeiro curso de Graduação em Oceanologia do Brasil. Já em 1978 houve a criação do curso de Mestrado em Oceanografia Biológica, aprovado para funcionamento pelo Ministério da Educação e Cultura (Of. 42/78-SE/CNPG), tendo como primeiro coordenador o Prof. Ulrich Seeliger. A evolução constante deste curso levou a criação do Doutorado em Oceanografia Biológica em 1992, amparado pelo Programa Nacional de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (PADCT), no qual coube à CAPES o gerenciamento da formação de recursos humanos.

               Ao longo de seus 42 anos de existência, o Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Biológica (PPGOB) evoluiu de forma permanente em direção à excelência máxima em suas atividades acadêmicas e científicas, o que lhe confere, atualmente, o conceito 7 no sistema de avaliação da CAPES. Em meados de 2021, o PPGOB concluiu a formação de 385 mestres e 185 doutores entre os quais 30 (7%) eram estrangeiros que encontraram na FURG a oportunidade de seu desenvolvimento acadêmico e científico.

                 O PPGOB tem contribuído ao longo do tempo com a formação de recursos humanos altamente qualificados e com pesquisas que têm subsidiado políticas públicas de conservação do ecossistema e uso sustentável dos recursos marinhos do país. As atividades desenvolvidas no PPGOB estão alinhadas aos objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pelas Organização das Nações Unidas em 2015, que podem ser conferidos neste link https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/

Objetivos do Curso

                        Os principais objetivos do Programa de Pós-graduação em Oceanografia Biológica (PPGOB) são os de proporcionar conhecimentos aprofundados no campo da oceanografia biológica e preparar recursos humanos para a pesquisa científica, o magistério superior e o mercado de trabalho não acadêmico.

                          Especificamente, o PPGOB almeja:
a) ampliar e difundir o conhecimento sobre a oceanografia biológica dos ambientes marinhos e costeiros do Brasil e suas inter-relações com o oceano global;

b) fornecer mão-de-obra especializada e de alto nível para o crescente mercado nacional de profissionais ligados às ciências do mar auxiliando, também, os tomadores de decisão em temas ligados ao mar;

c) formar profissionais de capacidade acadêmico-científica de alto nível, capacitando e qualificando as ciências do mar no país e, desta maneira, propiciar a inserção do Brasil, com qualidade, nos fóruns internacionais da área;

d) promover a integração científica e aplicada entre os profissionais ligados às ciências do mar da FURG, do Brasil e da comunidade internacional e;

e) contribuir para o desenvolvimento e integração regional, nacional e internacional buscando parceiros em outras instituições de ensino para a Integração das Ciências do Mar.

  Perfil do egresso

                           Os egressos formados em nosso programa de pós-graduação estão capacitados a investigar as relações ecológicas entre os componentes bióticos e abióticos dos ambientes costeiros e marinho e atuar em áreas aplicadas como oceanografia pesqueira, poluição marinha, modelagem ecológica, gerenciamento ambiental, biotecnologia marinha e conservação da biodiversidade. Os ambientes e sistemas ecológicos aonde atuam nossos egressos são muito diversos e se estendem desde estuários, águas costeiras e mar profundo do sudoeste do Oceano Atlântico, até toda a Zona Econômica Exclusiva brasileira, as ilhas oceânicas tropicais e a região Antártica.                         

 

Coordenação

                 Atualmente a coordenação do PPGOB está composta pelos professores Dr. Erik Muxagata (coordenador) e Dr. Luciano Dalla Rosa (coordenador adjunto). A comissão de coordenação está composta pelos professores Dr. Alexandre Miranda Garcia, Dr. Luíz Felipe Cestari Dumont, Dra. Maíra Carneiro Proietti, Dr. Erik Muxagata, Dr. Luciano Dalla Rosa e pelos discentes Letícia Cazarin Baldoni e Gabriel Canani Sampaio. A secretaria do programa está a cargo da Sra. Vera Santos de Oliveira.  Consulte aqui toda a composição das comissões (seleção, divulgação e qualificação) do PPGOB. 

Contato